AIKIDO CURITIBA - AIKIDO EM CURITIBA - ACADEMIA DE AIKIDO EM CURITIBA - DOJO DE AIKIDO EM CURITIBA

ACADEMIA (10) AIKI (4) AIKIBUDO (3) AIKIDO (18) AIKIDOISTA (2) AIKIDOJO (9) AIKIJIUJITSU (1) AIKIKAI (6) AULAS (9) AULAS. DOJO (2) BRAZIL (3) BRAZIL. AIKIKAI (1) BUDO (4) BULL (2) CIRCULAR (1) CIRCULO (1) CONFLITOS (1) CORAGEM (1) CORAJEM (1) CURITIBA (16) DAITO (1) DEFESA (3) DOJO (11) DOSHU (1) EM (2) ENCONTRO (2) ENERGIA (1) ESPIRITO (1) ETIQUETA (1) EXAME (2) FAIXA (1) FAIXA PRETA (3) FUNDADOR (1) GOE (1) GRADUAÇÃO (1) GRUPOS (2) HAKAMA (1) HOMBU (2) HONRA (1) IMOBILIZAÇÃ (1) IRIMI (1) JUDO (1) JUSTIÇA (1) JUVEVE (3) KIHON (4) KOKYU (1) LEALDADE (1) O'SENSEI (11) O´SENSEI (1) PARANA (4) PESSOAL (2) POLICIAL (1) PREGAS (1) PRETA (1) PROFESSOR (5) PRÁTICA (1) QUADRADO (1) RYU (1) SANGEN (1) SEAGAL (1) SEGREDO (1) SEGURANÇA (1) SEMINARIO (6) SENSEI (5) SHIHAN (4) SHODAN (7) SINCERIDADE (1) STEVEN (1) TAKEMUSSU (2) TECNICAS (2) TECNICO (2) TEMPO (1) TENKAN (1) TRADICIONAL (1) TRIANGULO (1) TÉCNICAS (1) UESHIBA (2) WAGNER (2) YUDANSHA (1)

LIVROS DE AIKIDO/TRADUÇAO SENSEI WAGNER BULL

  • http://www.aikikai.org.br/site.php?pagina=vitrine.php?tipo_produto=1
  • Nome: A ARTE DO AIKIDO
  • Nome: A Filosofia do Aikido
  • Nome: A ILUMINAÇAO ATRAVÉS DO AIKIDO
  • Nome: Aikido - O Caminho Da Sabedoria
  • Nome: AIKIDO - O DESAFIO DO CONFLITO
  • Nome: Aikido Total
  • Nome: Aikido, o Caminho da Sabedoria
  • Nome: AIKIDO-TAKEMUSSU AIKI
  • Nome: AS RAIZES SECRETAS DO AIKIDO
  • Nome: BUDO
  • Nome: Curso Básico de Aikido
  • Nome: CURSO PARA MESTRES DE AIKIDO
  • Nome: GUIA PRÁTICO DE DEFESA PESSOAL AIKIDO
  • Nome: LIVRO SOBRE KI
  • Nome: Manual Técnico de Aikido
  • Nome: NYUMON - O Portal das Artes Marciais
  • Nome: O Espírito do Aikidô
  • Nome: O MELHOR DO AIKIDO
  • Nome: OS 3 MESTRES DO BUDO

www.aikidocwb.com.br

ACADEMIA DE AIKIDO EM CURITIBA

AIKIDO



O AIKIDÔ é uma arte marcial originária do Japão, criada pelo mestre Morihei Ueshiba (1883-1969), que concentrou nela toda a essência do conjunto de artes marciais japonesas (Budô).Buscando coordenar à perfeição as atividades conjuntas do corpo e da mente, em profunda unidade com as leis naturais, o AIKIDÔ propicia ao seu praticante, através do treinamento persistente, o domínio das técnicas de concentração e relaxamento, possibilitando: o combate ao "Stress", a defesa pessoal, a manutenção da saúde e a longevidade. Seu Fundador afirmava: Ö importante não é lutar contra um inimigo e derrotá-lo, é mais do que isso, derrotar os inimigos internos, a insegurança, o receio. É descobrir a maneira de conciliar as diferenças que existem no mundo e fazer dos seres humanos uma grande família. É compreender as leis do universo, tornar-nos unos com ele. Esse entendimento se dará pelo treinamento persistente".

Os movimentos do AIKIDÔ, sem exceção, seguem as leis da natureza. São cheios de vigor e energia, mas aplicado sempre o princípio da não-resistência, da abstenção e força bruta. Consequentemente pessoas de ambos os sexos e de todas as idades podem praticá-lo, sentindo-se atraídas com a real possibilidade de treinar a mente e o corpo, forjando inclusive um caráter equilibrado, temperando-se para todos os momentos da vida

Shihan Wagner Bull

BRAZIL AIKIKAI

Loading...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

O que é um HAKAMA e quem o usa ?

O hakama é uma calça semelhante a uma saia usada por alguns aikidoistas. É uma peça tradicional do vestuário samurai. O gi normal usado no aikido, assim como em outras artes marciais tais como o judo e o karate, eram originalmente roupas de baixo. Seu uso é parte da tradição de muitas escolas de aikido.

O hakama era originalmente usado para proteger as pernas dos cavaleiros de escoriações, etc. - assim como as proteções de couro usadas pelos cowboys. Como era muito difícil conseguir couro no Japão, usava-se um tecido grosseiro como substituto. Depois que os samurais deixaram o uso dos cavalos e se tornaram soldados que se locomoviam a pé, eles continuaram a usar aquela proteção porque os distinguia e identificava facilmente.

Existem diferentes estilos de hakama. O tipo usado usado hoje em dia pelos artistas marciais - com "pernas" - é chamado um joba hakama (aproximadamente como um traje de equitação).

Há um hakama semelhante a uma saia tubo, sem pernas, e um terceiro que é uma versão mais comprida do segundo. Era usado em visitas ao Shogun ou ao Imperador e tinha de 3,5 a 4,5 metros de comprimento sendo dobrado repetidas vezes e colocado entre os pés e as costas do visitante. Isso exigia que andasse em shikko para sua audiência e tornava extremamente improvável que eles pudessem esconder uma arma ou levantar rapidamente para executar um ataque.

As sete pregas do hakama (5 na frente e 2 atrás) têm o seguinte significado simbólico :

1.Yuki = coragem, valor, bravura
2.Jin = humanidade, caridade, benevolência
3. Gi = justiça, retidão, integridade
4. Rei = etiqueta, cortesia, civilidade
5. Makoto = sinceridade, honestidade, realidade
6. Chugi = lealdade, fidelidade, devoção
7. Meyo = honra, reputação, glória ou reputação, dignidade, prestígio.

Em muitas escolas somente os faixas pretas usam hakama enquanto que em outras todos os praticantes usam. Em alguns lugares as mulheres já podem começar sua pratica usando o hakama, mais cedo que os homens, sendo o pudor feminino a explicação geralmente dada para esta situação - lembremos que um gi era originalmente uma roupa de baixo...

O'Sensei era bastante enfático que TODOS usassem o hakama, mas ele vinha de um tempo e cultura não muito distantes do uso do hakama como um traje formal.

"A maioria dos estudantes era muito pobre para comprar um hakama, mas eram obrigados a usa-lo . Se eles não pudessem obtê-lo de um parente mais velho, poderiam pegar o tecido de cobertura de um futon velho, cortá-lo, tingi-lo e dá-lo a uma costureira para que fizesse um hakama .

Porém, como eram obrigados a usar tintura barata, após algum tempo o padrão colorido original do futon começava a aparecer e fiapos começavam a soltar do tecido do hakama."

Saito Sensei, sobre o uso do hakama antigamente, no dojo de O'Sensei.




"No Japão do pós-guerra muitas coisas eram difíceis de conseguir, incluindo tecidos. Devido a esta escassez, nós treinávamos sem hakama.

Nós tentamos fabricar hakamas das cortinas usadas nos blackouts nos ataques aéreos, mas devido a sua longa exposição ao sol ao longo dos anos, as áreas dos joelhos se transformavam em pó assim que começávamos a praticar swari waza. Nós estávamos constantemente remendando aqueles hakamas.

Foi naquelas condições que alguém veio com uma sugestão : "Por que não dizemos que é incorreto o uso do hakama até que você se torne shodan ?". Essa idéia foi levada adiante como uma regra temporária para evitar despesas. A idéia de aceitar a sugestão nada teve a haver com tornar o hakama um símbolo de graduação em dan."

Shigenobu Okumura Sensei, "Aikido Today Magazine", # 41.

"Quando fui uchi deshi de O'Sensei, todos eram obrigados a usar hakama no treinamento, desde o primeiro momento em que pisavam no tatame. Não havia restrições quanto ao tipo de hakama que você poderia usar e então o dojo era um lugar muito colorido. Via-se hakamas de todos os tipos, todas as cores e todas as qualidades, desde o hakama do kendo, passando pelo listrado da dança japonesa até o luxuoso hakama de seda chamado sendai-hira. Eu imagino que alguns praticantes passavam o diabo por tomarem emprestado o caro hakama de seu avô, confeccionado para ser usado somente em ocasiões especiais e cerimônias, e usa-lo ajoelhado, na pratica de swari waza.

Eu me lembro claramente do dia em que esqueci meu hakama . Eu estava entrando no tatame para o treinamento usando somente meu dogui , quando O'Sensei me deteve : "Onde esta seu hakama ?", ele me perguntou severamente. "O que o faz pensar que você pode receber as instruções de seu professor usando somente suas roupas de baixo ? Você não tem nenhum senso de conveniência ? Você esta obviamente precisando da atitude e da etiqueta necessárias a alguém que tem por objetivo o treinamento do budo. Vá se sentar fora do tatame e assista a aula !"

Essa foi somente a primeira de várias repreensões que recebi de O'Sensei. Porém, minha ignorância na ocasião o induziu a instruir seus uchi deshi depois da aula sobre o uso do hakama . Ele nos disse que o hakama era um traje tradicional dos estudantes de kobudo e perguntou se algum de nós conhecia o significado das sete pregas do hakama.

"Elas simbolizam as 7 virtudes do budo", disse O'Sensei ."Elas são jin (benevolência), gi (honra ou justiça), rei (cortesia e etiqueta), chi (sabedoria, inteligência), shin (sinceridade), chu (lealdade) e koh (piedade). Nós encontraremos essas qualidades nos distintos samurais do passado. O hakama nos leva a refletir sobre a natureza do verdadeiro bushido .

Usa-lo simboliza tradições que nos foram transmitidas através de gerações. O aikido se origina do espírito do bushido do Japão e em sua prática nós devemos nos esforçar em aprimorar as sete virtudes tradicionais."

Atualmente muitos dojos de aikido não seguem as orientações existentes sobre o uso do hakama. Seu uso tem perdido o significado como um símbolo tradicional de virtude para ser considerado como símbolo do status de yudansha. Eu tenho viajado a vários dojos em vários países e em muitos desses lugares onde somente o yudansha usa hakama , o yudansha tem perdido sua humildade.

Eles encaram o hakama como um prêmio a ser exibido, como um símbolo visível de sua superioridade. Este tipo de atitude torna a cerimônia de reverência a O'Sensei , com a qual começamos e terminamos cada aula, uma afronta a sua memória e a sua arte.

Pior ainda, em alguns dojos mulheres menos graduadas (e somente as mulheres) são obrigadas a usar hakama, supostamente para preservar seu pudor. Para mim isto é ofensivo e discriminatório para a mulher aikidoista. Isto também é ofensivo ao aikidoista homem, que por isso assume uma atitude de pouco caso que não tem lugar no tatame do aikido.

Ver o hakama ser usado desta maneira mesquinha me entristece. Isto pode parecer uma questão trivial para alguns mas eu lembro bem a enorme importância que O'Sensei dava ao uso do hakama. Eu não posso negar o significado deste traje e ninguém, eu acho, pode discutir o enorme valor das virtudes que simboliza.

Em meu dojo e escolas associadas eu estimulo todos os estudantes a usar hakama independente de seu ranking ou grau (eu não exijo o uso do hakama antes que eles atinjam sua primeira graduação, uma vez que os iniciantes nos EUA geralmente não têm avós japoneses cujo hakama possa ser emprestado). Eu sinto que o uso do hakama e o conhecimento do seu significado ajuda os estudantes a se conscientizar do espírito de O'Sensei e a manter viva sua orientação.

Se nós permitirmos que a importância do hakama desapareça, talvez nós comecemos a admitir que coisas fundamentais para o espírito do aikido também caiam no esquecimento. Se, por outro lado, nós formos fiéis aos desejos de O'Sensei respeitando nosso traje de prática, nossos espíritos estarão sendo fiéis ao sonho ao qual ele dedicou sua vida."

Mitsugi Saotome Sensei, "Os Princípios do Aikido".

FONTE: www.aikikai.org.br